Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Um dia de sorte... saiu-nos a raspadinha ;-)

O nosso dia iniciou-se com a aula de música da prof. Marisa, na qual começamos já a preparar uma grande festa que aí vem... o Natal!
Com a ajuda dela e também de um grande compositor, vamos preparar a nossa apresentação, que decorrerá em conjunto com a Sala dos Amigos e foi isso mesmo que aconteceu hoje...
Tivemos que estar bem concentrados, cada um no seu papel, para tudo correr bem!

E hoje foi mesmo um dia de sorte... saiu-nos a raspadinha dos amigos fixes ;-)
Cada cartão era um Vale Especial e escondia uma mensagem secreta, apenas revelada quando se raspava a tinta com uma moeda...
As mensagens secretas eram todas muito carinhosas: 
dar um abraço, um beijinho ou um aperto de mão, dar um sorriso... hum, tão bom!
Então os momentos de carinho sucederam-se... só tivemos que aprender a dar apertos de mão: mão direita com mão direita ;-)

De tarde experimentamos essa técnica: basta misturar tinta com um pouco de detergente da louça e assim obtemos a tinta de raspadinha
Depois, pintar com ela sobre papel autocolante.
É tão fácil que logo quisemos criar mensagens secretas para os nossos pais...
Os papás fixes vão ter muita sorte com estas raspadinhas ;-)
Mas não hoje, porque ainda ficaram a secar...
Recebemos mais um saquinho cheio de Natal e uma fada-anjo, desta vez a da Esperança, para o Calendário do Advento que iniciaremos sexta-feira, primeiro dia útil de dezembro:
E, como sempre, brincamos e aprendemos... quase sem darmos por isso!
Assim foi esta quarta-feira, já sabemos que amanhã é feriado, por isso bom descanso e até sexta!

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Já cheira a Natal por aqui...

Começamos esta terça-feira com a chegada de mais duas fadas-anjo para o nosso Calendário do Advento... as fadas da Verdade e da Solidariedade, que receberam os números que se seguiam na sequência numérica.
A caixinha das surpresas trouxe-nos mais magia: Pintura de fadas!
Sabem como elas pintam? Nós não sabíamos...
Usam pulverizadores e pó de fadas :-)
Nós quisemos experimentar e então decoramos a porta da Sala Fixe com a fada-anjo do Natal!
Quando quiserem vir visitar-nos, vão encontrar assim a nossa porta:
E os nossos desejos para todos: Um Natal Fixe!

Depois experimentamos esta técnica de pintura na vertical... é bem diferente, porque os pulverizadores na vertical funcionam melhor e não deixam cair pingos!
Entretanto, começamos a decorar a sala para essa época do ano que está a chegar:
Montamos o presépio...
E também um pinheirinho pequenino, porque o grande (construído de forma colaborativa) ficará num espaço comum da escola.
Já cheira a Natal por aqui! ;-)
Continuamos a fazer estrelas brilhantes... as purpurinas têm estado em alta por aqui!
E as "obras" também continuam (é o que faz quem trabalha com tijolos, não é?)
Querem saber uma novidade? Lá fora, no recreio, também já há obras!
Aproveitando o bom tempo, está em construção a nova Horta de Avós e Netos :-)
Um espaço mais bonito, mais fácil de manter e interligado com o Jardim Mágico das Flores!

De tarde ainda aproveitamos este bom tempo para uma sessão de Educação Física no exterior (em virtude do professor das nossas estagiárias vir cá hoje, tivemos de trocar o dia desta rotina semanal).
Foi assim esta tarde:
video
O jogo das estátuas e dos abraços
video
O jogo do transporte de balões
video
Jogos com pára quedas e bolas
Terminamos com a cabra-cega, que todos gostamos muito e acertamos sempre!
Tirando os mosquitos (que não nos deixaram em paz), foi uma tarde de sol muito agradável!
Então até amanhã...

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Fadas-anjo, uma história, estrelas e emoções...

Ao redor da mesa grande iniciamos mais uma semana, com as novidades e notícias de casa e do mundo e também a chegada das primeiras fadas-anjo, com os seus saquinhos cheios de Natal, para o nosso calendário do Advento que está quase a iniciar-se...
Aqui estão as primeiras fadas-anjo, da Amizade, do Respeito, da Tolerância e do Amor:
Seguiu-se uma novidade dentro de uma caixa, trazida pela Joana. 
Lá dentro estavam imagens desenhadas e estivemos a imaginar que história contariam...
Na verdade não ficamos muito longe da verdadeira história "Pedrinho e as fadas" (criada pela Joana e ilustrada por um amigo especial) que conhecemos de seguida através de um livro digital:
A representação gráfica das histórias que conhecemos é já um hábito, bem como tem sido a sua legendagem... uma estratégia que nos ajuda a perceber as funções do código escrito, nomeadamente a sua permanência, pois podemos sempre lá voltar e pedir para ler de novo... e o que está escrito é sempre igual (permanece), tal como os textos das histórias ;-) 






Dedicamos algum tempo a continuar a encher os nossos tijolos (feitos com pacotes de leite que já levamos de casa) com areia, para construir um castelo, no âmbito do projeto de empreendedorismo dos Sonhos Fixes...
E descobrimos uma nova forma de reutilizar rolos de papel higiénico (e temos tantos!) criando decorações de Natal, estrelas e flores, quase sem ajuda de adultos!
A ajuda só foi necessária para utilizar a pistola de cola quente, o resto, fizemos tudo sozinhos! 
E é tão fácil... basta recortar tirinhas do rolo, montar a estrela a nosso gosto unindo tudo com cola quente e depois mergulhar na cola branca e nas purpurinas logo de seguida. E ficam tão bonitas... depois mostramos!

De tarde estivemos a trabalhar as emoções, usando um termómetro que as representava... foi giro, até imitamos cada expressão facial correspondente :-)
Da gargalhada ao beicinho foi só um instantinho!
E depois de tantas carinhas e caretas, quisemos fazer cada um o seu termómetro das emoções...  mas ainda não terminamos.

No meio de tudo isto houve brincadeiras e, como sempre, criações... como esta do sistema solar, remanescências do projeto do mundo do ano passado!
- Eu vou fazer uma pintura sobre os planetas, eu sei pintar os planetas! - disse a MJ.
E pintou a folha toda de azul...
- Mas isso não são os planetas! - disse o A.
- Calma... isto é o céu, agora é que vou fazer os planetas.
Assim se revelam as aprendizagens, pela aplicação dos conhecimentos! :-)
 Até amanhã... excecionalmente de fato de treino, vejam o vai-vem.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Um castelo em construção... e a visita de um novo "Amiguito"

Foi durante a reunião da manhã, ao redor da mesa grande, que tudo aconteceu: recebemos uma visita inesperada! Era o palhacito Amiguito, que veio à Sala dos Amigos, mas quis conhecer-nos também... 
Era amigo, simpático e divertido e ajudou alguns de nós a serem (ainda mais) amigos uns dos outros, através de um compromisso que assumiram com ele.
E como as promessas são para cumprir, temos de mostrar que somos capazes de o fazer!

No tempo de atividades e projetos arrancamos com o projeto de empreendedorismo dos Sonhos Fixes, sendo que vamos construir um castelo!
Começamos pelo gráfico de planeamento:

Já decidimos com quê (materiais):
 Os pacotes de leite vazios, de litro, serão os nossos tijolos

Escolhemos quem nos vai ajudar (os  nossos parceiros):
Queremos que os pais nos ajudem a guardar os pacotes do leite que acaba lá em casa

Decidimos que tipo de pacotes utilizar, pois têm de ser (+ ou -) do mesmo tamanho. Escolhemos a forma certa, entre as embalagens tetra pak, para os nossos tijolos (o que aprendemos):
São retângulos e da medida que seguiu hoje para casa no vai-vem

Com os pacotes de leite vazios, lavados e secos que o T. hoje trouxe (foi o primeiro!) já pusemos mãos à obra: enchemos de areia, para ficarem pesados na base do castelo, fazendo assim o alicerce. Usamos um funil, para a areia entrar pelo buraquinho...
Hoje também nos dedicamos bastante a criar projetos individuais, principalmente varinhas de condão e narizes de palhaço... está-se mesmo a ver porquê!
Um jogo de computador inspirou-nos a criar com letras móveis, mesmo à beirinha, para podermos comparar...

De tarde o Amiguito regressou para as despedidas e fez mais um compromisso...
Despedimo-nos com uma foto de grupo, para ele guardar de recordação (avisou que a viria buscar ao Bloguefólio) e prometeu voltar um dia destes...
Assim terminou esta semana, em que tivemos a companhia das nossas estagiárias Bárbara e Joana, todos os dias! Bom fim de semana para todos vós, aí desse lado...

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Birras com alimentos...

Hoje decorreu mais uma atividade do programa PASSEzinho, desta vez "Birras com alimentos" ;-)
Todos sabemos o que são birras e, por vezes, fazemo-las quando temos que comer algo de que não gostamos... ou, pelo menos, umas caras assim feias:
Mas afinal, quais os alimentos de que não gostamos? Foi o que fomos descobrir, aqui estão:
- Couves
- Couves na sopa
- Caracóis do mar (caramujos)
- Cenoura
- Leite
- Beterraba
- Couve roxa
- Limão
Enquanto não chegavam as nossas visitas de hoje (a prof. Raquel das nossas estagiárias e nutricionista responsável por este programa), conhecemos uma canção divertida, sobre um cuco que não gostava de couves... era como muitos de nós!


Partimos então para a atividade, que tinha por objetivo promover a capacidade de experimentar novos alimentos e sabores, especialmente em relação a alimentos que as crianças dizem não gostar.
Chamamos para a mesa grande a Maria PASSEzinha e começamos por discutir sobre os alimentos de que não gostamos muito. Depressa descobrimos que alguns de nós disseram que não gostavam de alimentos que nunca provaram, mas pensam que não gostam

O Gustavo partilhou connosco que também pensava que não gostava de couves, mas depois de as provar na sopinha da escola, descobriu que, afinal, são muito boas! E o mesmo aconteceu com outros vegetais.
- Então o importante é provar, para conhecer a que sabem!

Quando nos dispusemos a isso, os alimentos que tínhamos identificado como menos preferidos começaram a rodar, para serem provados. Claro que primeiro foram cheirados, porque nisto da alimentação (como em muitas outras coisas) as crianças precisam de experimentar com todo o corpo, utilizando os seus sentidos.
Começamos pelos caramujos, que o pai da Joana foi buscar ao mar ontem, para hoje podermos provar! Muito obrigado. Este alimento despertou-nos a curiosidade, a começar pelo cheiro, que uns acharam bom e outros mau...
- Cheira à praia!
- Porque é no mar que eles nascem.
- É nas rochas, na água salgada!
- O meu pai apanha caramujos - disse logo o A.
O R. foi o primeiro a ter a provar e seguiu-se a professora. Depois quase todos quisemos... e gostamos, apesar do aspeto não ser muito convidativo ;-)
Seguiu-se a cenoura, que o R. não apreciava mas conseguiu provar e a beterraba, que muitos de nós provaram e gostaram!
A couve continuou a ser o alimento que menos agrada, daí estas caras feias! Mas na sopa vamos prová-lo melhor...
Seguiu-se o limão (que só mesmo em limonada, senão é muito ácido!
No final até a Bárbara experimentou os caramujos pela primeira vez... e gostou :-)
Nunca é tarde para se aprender a gostar de novos sabores, porque o paladar também se educa! Ainda nos lembrávamos que:
- Para sabermos se gostamos temos de provar 10 vezes!
No final, contamos à Maria PASSEzinha o que aprendemos...
E também transmitimos à nossa assistente que, a partir de agora, deve pôr nos nossos pratos um bocadinho de cada legume que vier a acompanhar a comida, sem perguntar se queremos. Vai ser assim que nos vamos habituar a provar e a educar o nosso paladar!

De tarde debruçamo-nos sobre o planeamento do nosso Projeto dos Sonhos Fixes, mas amanhã contamos como foi...

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos