Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Com o coração nas mãos ;-)

Como está a aproximar-se a passos largos o regresso, ou a entrada pela primeira vez, das crianças no jardim de infância, aqui fica uma reedição atualizada de uma postagem de 2011, que mantém a sua pertinência.
São alguns conselhos que poderão ser úteis aos pais nesta fase inicial, principalmente aos que chegam pela primeira vez e "com o coração nas mãos"...
E por falar em "coração nas mãos"... vejam (demora um pouco a abrir):
Mas vamos aos conselhos, com um objetivo bem simples: 
facilitar o período de adaptação/transição para todos, grandes e pequenos!

Conhecimento prévio - Uma grande parte do sucesso de uma criança pequena no jardim de infância passa por sentir-se confortável e bem acolhida no ambiente escolar. Uma das formas de o conseguir é visitar a sala antes de as atividades começarem, nem que seja por breves instantes. A criança sentir-se-á mais segura e confiante se souber o que a espera antes do primeiro dia. Também é boa ideia conhecer a(s) pessoa(s) que a irá(ão) acompanhar daí em diante (no caso a educadora e assistente), um primeiro contacto que ajudará a quebrar o gelo e poderá ser o ponto de partida para conversas familiares sobre o início das atividades letivas. Conversar com a criança e utilizar os nomes da educadora/assistente nessas conversas com afabilidade, será um passo importante para que estas se tornem mais familiares à criança, com naturalidade e sem dramatismos. Pode ainda ser positivo que ela saiba os nomes dos futuros colegas, ou até contacte com eles. Isso ajudará a que se ambiente entre os seus pares com maior facilidade…

Hábitos de sono… boas noites de sono são fundamentais para que seja bem-sucedida a entrada de uma criança nova no jardim de infância. Mas há que começar bem antes do início das atividades, para que a criança adquira bons hábitos, como deitar-se cedo e ter rotinas consistentes, que lhe permitam prever o que vem a seguir, para que essa hora do dia não se torne um aborrecimento para pais e filhos. Quando não dormem bem, as crianças são mais suscetíveis de reagir mal na hora da despedida dos pais. Se não estiverem devidamente descansadas, não só reagem pior na hora de ficar na escola, como demonstram menor envolvimento nas atividades. Por isso, não permitam que a criança veja TV até tarde, pois uma boa noite de sono é um fator determinante no sucesso escolar.
Vestuário/calçado - Assegurem-se de que preparam a criança com roupa/calçado adequados para brincar. Claro que isso implica que ela se sinta à vontade e até que se suje um pouco, portanto deve usar algo que proteja as suas roupas e que seja lavável, como uma bata, por exemplo. Não é bom que a criança esteja constantemente preocupada se vai sujar-se no decorrer das atividades, pois isso pode condicioná-la a experimentar coisas novas. E é nessas experiências e no divertimento e aprendizagem que proporcionam, que está o cerne das vivências pré-escolares e a sua maior importância.
Identificação - Sempre que possível identifiquem as coisas do(a) vosso(a) filho(a): mochila, muda de roupa, bata, garrafa de água e outros pertences devem ter o seu nome colocado, para evitar trocas e/ou confusões. Escolham uma mochila com tamanho adequado à criança e à função que vai desempenhar (isto é, que comporte o lanche, o vai-vem e tudo o mais que seja necessário transportar) e seja confortável, ou seja, nem demasiado grande, nem demasiado pequena, com um tipo de fecho que permita que a criança consiga abri-la e a fechá-la sozinha. Ajudem a criança a tornar-se autónoma a colocar os seus pertences no seu cabide, para que não perca nada e saiba sempre onde estão as suas coisas.

Rotina diária - Planeiem a vossa rotina diária, saibam o tempo que leva a deslocação até à escola e o tempo necessário aos preparativos matinais. É fundamental dar o tempo necessário para levantar, lavar, vestir, tomar o pequeno-almoço e chegar à escola atempadamente. O stress matinal não é nada benéfico, nem para os pais, nem para os filhos. As crianças notam se forem “deixadas à pressa” na escola, por isso tentem ir com o tempo necessário a uma despedida adequada. Já agora, procurem cumprir o horário da insituição à chegada e à partida.

Na hora da despedida... quando se despedirem do(a) vosso(a) filho(a) ao chegar, pela manhã, façam-o rapidamente, sem dramas, nem complicações. Não mintam à criança, não lhe digam coisas do tipo: "eu vou só ali e venho já". Serenamente digam-lhe a verdade, algo como: "Eu volto mais logo para te vir buscar, não te preocupes. Vais ficar a brincar com os teus novos amigos e o tempo vai passar muito depressa". A criança poderá chorar um pouco inicialmente, mas acreditem, depois de os pais irem embora, normalmente passa rápido... e além disso está entregue a profissionais que sabem como lidar com essas situações e quando contactar os pais, se necessário.
Com crianças mais difíceis deve fazer-se uma adaptação progressiva ao jardim de infância: começar por levar a criança por períodos mais curtos e ir prolongando esses períodos com o passar dos dias. Pode ficar só de manhã, por exemplo, depois passar a almoçar na escola e, mais tarde, ficar todo o dia, isto se a vida profissional dos pais, ou o apoio familiar o permitirem. É uma forma de a criança se ir tranquilizando e ganhando a confiança de que a irão buscar sempre.

Hábitos e regras da sala/escola - Informem-se acerca dos hábitos da instituição, por exemplo, quanto às crianças poderem ou não levar brinquedos de casa, ou relativamente à atitude tomada perante comportamentos considerados menos adequados… isso ajudará a que haja maior sintonia entre a escola e a família, que é uma condição indispensável ao cumprimento de regras e limites por parte da criança. Digam-lhe "não" quando for preciso e mantenham essa posição, com firmeza e serenidade. Não permitam que a criança consiga tudo o que deseja através de birras.

Preocupações dos pais - As crianças chegam ao jardim de infância com uma grande diversidade de saberes, de conhecimentos, de habilidades e de capacidades. Mas não se preocupem com o patamar de desenvolvimento em que a vossa criança está. Confie na equipa educativa, que fará o melhor por desenvolver cada um de acordo com as suas caraterísticas. Se tiverem dúvidas, procurem a educadora, que esclarecerá tudo o que for necessário quanto à sua forma de intervenção pedagógica.
Contamos convosco na promoção do bem-estar das "nossas crianças"!

4 comentários:

Galega Encarnada disse...

Desejo, a ti e às crianças, um valioso ano, pelas imensas aprendizagens e trocas entre todos.
Gostei destes conselhos e, com a tua permissão, já levei para o meu blogue.
Bom ano!
Beijinhos,
Leonor

Lenita disse...

Olá Juca,
venho desejar-te um regresso às aulas muito feliz e compensador, cheio de novos desafios e momentos felizes.
Ainda não sei se irei dar reiniciar ou não a atividade no "Sementes Mágicas", contudo fiquei com vontade de partilhar estes conselhos que aqui deixas de forma tão sábia e clara. Posso leva-los?
Bjs

M. Jesus Sousa (Juca) disse...

Obrigada Leonor, retribuo os votos para ti e para todos os Galeguinhos. Podes partilhar à vontade, já sabes disso!

Bjs, Juca e Sala Fixe

M. Jesus Sousa (Juca) disse...

Olá Lenita, "bons olhos te vejam"!

Acho muito bem que te dediques um pouquinho à "jardinagem" com as tuas "sementes mágicas" (sem deixares de cozinhar as "tentações sobre a mesa"...)

Partilha à vontade e tem um bom ano com os meninos de Cerveira!

Bjs, Juca e Sala Fixe

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos