Procurar no Bloguefólio:


Widget UsuárioCompulsivo

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Pop Art na Diferença !

Todos diferentes... mas todos iguais... e todos FIXES!

Decidimos incluir-nos a nós próprios na colagem coletiva... a professora pediu autorização aos pais e esta foi dada mas, mesmo assim, as nossas fotos foram trabalhadas com um efeito especial, conhecido por Pop Art (Arte Pop). 
O Pop Art foi um movimento artístico criado nos anos 80 e Andy Warhol, um pintor americano, foi uma das suas figuras centrais (fomos logo ao mapa mundo recordar onde ficavam os Estados Unidos...)
Ora na internet há várias ferramentas que permitem transformar as nossas imagens com esse efeito e foi isso mesmo que fizemos ao nosso "fixe". Este foi criado com o befunky:
Depois fizemos as nossas, desta vez com o bighugelabs...
Com as fotos devidamente trabalhadas pudemos então acabar a nossa colagem artística, que aqui apresentamos em ante-estreia, mesmo antes da exposição de sexta-feira:
Então? O que acham?
Nós gostamos!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Diferentes diferenças...

Ainda em torno das diferentes diferenças que nos tornam únicos e especiais, conhecemos esta história:

Conseguimos recontá-la e depois vimos e ouvimos no Youtube uma canção muito bonita que fala sobre ela:
Refletimos um pouquinho sobre a mensagem mais importante que a história e a canção transmitem e que alguns traduziram por palavras à sua maneira
- não importa sermos diferentes...
- era muito chato se fossemos todos iguais!
- ser diferente é bom!
- somos diferentes na cara, nos olhos, no cabelo...
- e nas roupas de que gostamos e que vestimos!
- somos diferentes no que conseguimos fazer...


Afinal, não só só as pessoas que são diferentes, as plantas e os animais, ou seja, todos os ser vivos são diferentes e especiais!
No final da conversa escolhemos um slogan para colocar na nossa colagem artística:
Ser diferente é fixe!

Viva a diferença!

Aproxima-se o Dia Internacional do Cidadão Portador de Deficiência (3 de dezembro) e foi-nos proposta, pelo Núcleo de Educação Especial do Agrupamento, a realização de um trabalho conjunto acerca do tema "Ser diferente é normal".

Decidimo-nos por uma colagem colaborativa, com a participação dos pais, a quem solicitamos imagens que pudéssemos utilizar. Alguns enviaram revistas, outros recortes e outros ainda imagens impressas, resultantes de pesquisas na internet...

Hoje deitamos mãos à obra e como é uma coisa em grande, deu que fazer a todos!
Depois de recortadas as imagens de pessoas diferentes, houve que as dispor de forma harmoniosa sobre a superfície, para se começarem a pincelar com cola e a colocar no local combinado. Uma tarefa que exigiu atenção e cuidado...
A Elsa deu-nos uma mãozinha... e a colagem artística (como lhe chamou o Santiago) começou a tomar forma.
Mas não vamos revelar hoje o resultado!
Esperem para ver o que vai acontecer...
E, tal como fazemos com a nossa "caixinha das surpresas", vamos dar duas pistas sobre o que se seguirá:
- Andy Warhol
- Pop Art
Confusos???

;) Apanhados fixes # 5 - A troika

Começaram as conversas (entre pares, sem mediação do adulto) em torno do Natal... e logo surgiu essa figura mágica a que todos associam esta festividade: o Pai Natal.
- Eu vou pedir muitas coisas ao Pai Natal!
- Não podes, a troika não deixa o Pai Natal dar muitas prendas!
- ???
- É, a troika rouba tudo!
- Mas o Pai Natal tem o dinheiro bem guardado...
- É o Pai Natal é mágico...
- Não importa, a troika não deixa!
Aí, não resisti e perguntei: - Mas afinal o que é a troika?
- É um país muito longe...
- Não é nada, é o que dá o dinheiro!
- É, é uma máquina de dar dinheiro!
- Não é nada, é uma loja de ir às compras, onde tem uma máquina que dá dinheiro...
- A troika não dá nada, a troika leva tudo e não deixa o Pai Natal dar muitas prendas!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Um dia muito preenchido...


Que começou com visitas... chegaram à Sala Fixe as duas estagiárias do curso de técnicas de ação educativa, a Sandra e a Elsa, que nos vão acompanhar até meados de janeiro. Que bom! São mais quatro braços para nos ajudarem...
Seguiu-se uma outra visita, desta vez da prof. Olívia, da Biblioteca Escolar da EB 2,3 que veio para nos contar uma história: "o segredo do sol e da lua" (mesmo a calhar!)
Gostamos muito da história... 
E estivemos muito atentos, apesar da "grande confusão"!
Já de tarde, realizamos mais uma Assembleia de Escola, a segunda deste ano letivo.
Depois de discutidos os problemas e apresentadas as notícias, decidimos construir um jornal de parede, para afixar na entrada da escola as principais notícias de todas as salas.

Terminamos esta assembleia com uma apresentação sobre o Fado e a boa notícia de ontem, de ter sido considerado Património Imaterial da Humanidade (os mais pequenitos ainda não percebem estas coisas complicadas, mas ficaram  a saber que é uma coisa portuguesa muito importante!)



Foi um dia (em) cheio, não acham?

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Sabiam?

Pois nós também não, mas ficamos a saber pelo livro da Kalandraka que conta a história de um ratinho que queria ir à lua porque pensava que era feita de queijo fresco...
Vimos a referência a esta história no blogue dos amigos de Cerveira (Sementes Mágicas) e ficamos com vontade de a conhecer... mas a nossa professora não arranjou o livro e ficamos  :( 
Entretanto, uma amiga virtual deu-nos a possibilidade de conhecermos essa bonita história... 
(é bom ter amigos assim, que nem sequer conhecemos, mas que estão dispostos a ajudar-nos através da tecnologia/redes sociais)
Depois de contada e recontada, fizemos um registo gráfico. 
Aqui ficam algumas das produções de grandes artistas (de apenas 3 e 4 anos):

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Os planetas

O interesse pela lua ampliou-se aos planetas e a todo o sistema solar...
Por vezes gostamos de visualizar vídeos no Youtube, enquanto aguardamos a chegada de todos logo pela manhã e encontramos este vídeo da Babiruxa, através do qual aprendemos os nomes dos planetas e algumas das suas caraterísticas:

Gostamos tanto que até já cantamos várias vezes o refrão todo!
Não acreditam? 
Ora oiçam lá o ensaio... (cliquem em >)



É sempre uma animação, quando navegamos no Youtube... e este pode ser uma boa ferramenta educativa.
Logo a seguir, o Rodrigo B. deu a ideia de fazermos na sala o Sistema Solar...
E já pusemos mãos à obra...

Arte e lua

Na opinião da "malta fixe" Arte é...
- O que fazem os pintores...
- E os artistas...
- São quadros e pinturas...
- E estátuas!
Então observamos produções artísticas de alguns pintores famosos, relacionadas com a lua (não foram nada fáceis de encontrar):

Depois passamos à representação da lua através da  Arte:

 
Através da modelagem de massa DAS construímos luas diferentes, em 2 e 3 dimensões, luas cheias, mas também quartos... e até com crateras!
Com a pintura, as nossas produções revelaram a criatividade de pequenas mãos de apenas 2, 3 e 4 anos...

Mas ainda não fizemos todos...

Há coisas fantásticas!

um roteiro interessante para construir uma máquina que mostra as fases da lua... 
E não é que já está pronta?
Ficou assim:
Trata-se de um modelo simulador das quatro fases da lua, onde, com uma bola pendurada (que simula a lua) e uma lâmpada colocada de um dos lados (que simula o sol) e quatro buracos, um de cada lado da caixa, que nos mostram as formas diferentes como o sol ilumina a lua, dependendo da posição...


Depois, de rabinho para o ar, foi só espreitar...
E alguns de nós conseguiram mesmo identificar se estavam perante a Lua Nova, o Quarto Crescente, a Lua Cheia, ou o Quarto Minguante!
O que se via através dos buracos era mais ou menos isto:
   
              
As coisas que conseguimos descobrir sobre a lua, estão a contagiar o interesse a outros elementos do Universo, como os planetas...
Mas disso falaremos mais à frente...

terça-feira, 22 de novembro de 2011

As doces fases da lua...

Mais descobertas em torno da lua...
Após as experiências e as conversas em torno do tema, chegamos à conclusão de que a lua não é sempre igual  por causa do sol... e da posição da lua em relação à Terra.
Pois... a poesia "Rotação" de Jorge Sousa Braga ("Pó de estrelas") já nos tinha ensinado:
"Tudo gira,
Neste mundo
Tudo gira,
A lua em redor da Terra,
e a Terra em redor do sol,
E o sol em redor
Seja do que for.
E enquanto a lua gira
Em redor da terra
E a Terra em redor do sol,
E o sol em redor
Seja do que for
A lua, a Terra e o sol giram também
Em redor do eixo que têm.
Tudo gira
Neste mundo
Tudo gira
Que eu gire em redor de ti
Não me admira"
Para ajudar a perceber melhor como são as fases da lua, a "caixinha das surpresas" trouxe-nos uma surpresa bem doce... mas ninguém acertava o que era, mesmo com todas estas pistas: - É doce, é branco e preto, vem dentro de pacotes, come-se, compra-se nos supermercados, tem um nome que começa por O, dá um anúncio na televisão...
Finalmente, o Rodrigo B. acertou: - bolachas.
- É isso mesmo, bolachas, mas umas bolachas especiais, bolachas Oreo (passe a publicidade)
Com elas vamos tentar fazer as fases da lua, assim:
  • Vamos juntar-nos dois a dois, fazer um par;
  • Cada par vai ter uma folha com as imagens das 4 fases da lua: Lua Nova, Quarto Crescente, Lua Cheia, Quarto Minguante.
  • Usando as bolachas (mas sem as comer!) vamos tentar reproduzir essas quatro "luas diferentes"...


Vimos que cada par precisava de 4 bolachas para executar esta tarefa e deitamos mãos à obra... com jeitinho, para não partir demais as bolachas...
Para além de original e divertido, foi um desafio diferente... mas superado!
E claro que no final, como viram... todos comemos as (doces) fases da lua!
Mas não sem antes fazer contas de cabeça: 
Quantas bolachas temos? 4 bolachas (inteiras ou não...)
Quantos somos? 2 crianças
Quantas bolachas dá para cada um? 2 bolachas + 2 bolachas = 4 bolachas

Até as fases da lua dão para trabalhar a matemática... para além de adoçarem o nosso dia!


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

O sol e a lua, o dia e a noite...

Para tirar a limpo o que faz com que haja noite e dia, e como estamos na semana em que se comemora o Dia da Ciência (dia 24) realizamos uma experiência:
Usamos um globo terrestre e um foco.
Iluminamos o globo colocando o foco de um dos lados e observamos que esse lado da Terra estava claro, era dia... e do outro, estava escuro, era noite.
Depois colocamos um pouco de bostik a marcar Portugal e repetimos a experiência, observando, a pouco e pouco, como o dia e a noite se sucedem, conforme a Terra vai girando sobre si própria e à volta do sol.
Ainda descobrimos, colocando as nossas mãos pertinho, que a lâmpada, tal como o sol, dá luz e calor...
Ainda aproveitamos para brincar um bocadinho com as sombras (- é o que aparece quando se põem coisas na frente da luz!). 
Quando a professora apontava o foco para o tecto e o abanava, os mobiles todos dançavam...

De seguida os meninos médios foram registar a experiência, mas nem todos terminaram... 
Deixamos três desenhos que demonstram as aprendizagens realizadas:


Como sempre pediram para "legendar" o desenho, pois gostam muito que se registe as suas palavras acerca dos trabalhos que elaboram.
São aprendizagens complexas, para gente tão pequena... mas que foram integradas com toda a naturalidade!

"Regresso à lua.."

Após as festividades (que às vezes interrompem verdadeiros interesses e motivações das crianças) voltamos a um assunto que não tinha sido dado com terminado... a lua, pois claro!
Começamos por refletir sobre o que queríamos saber: 
- Porque é que a lua não é sempre igual? É redonda e é bicuda...
E procuramos hipóteses de explicação para esses factos:
- Isso é por causa do sol: quando a lua está redonda, o sol vai para dentro dela e fica cheia; quando a lua está bicuda o sol sai (vai para outro planeta...) e a lua já não fica cheia.
- Quando a lua vem é porque é noite...
- Mas às vezes a lua vem de dia!
- De dia vem o sol e fica tudo claro!
Conversa vai, conversa vem, vimos a Lenda do Sol e da Lua, para ver se ajudava a explicar estes mistérios...
Mas afinal, criou novas perguntas... agora sobre o dia e a noite!
- A lua aparece de noite...
- De noite dorme-se, porque está escuro...
- Quando está noite, tem que se dormir e quando está dia, tem que se ir passear.
- De dia também se pode trabalhar...
- E brincar!
- Mas de noite também se pode, dentro de casa!


Que diferenças se vêem no céu, entre o dia e a noite?
- Pois, de dia o céu é azul e tem lá o sol...
- Se não tem o sol é porque está nublado...
- As nuvens tapam o sol.
- E de noite o céu tem a lua e as estrelas...
- Mas também pode ter nuvens... e chuva!
- Se tiver nublado não se vê a lua, nem as estrelas...


A proposta seguinte foi representar, numa mesma folha, dividida a meio, o céu de dia e de noite. Para tal podíamos utilizar os materiais/técnicas que quiséssemos.
Surgiram trabalhos feitos em desenho, com lápis grafite, lápis de cor, lápis e cera e marcadores...
E surgiram outros com colagem, onde integraram os feijões pretos, para o escuro da noite, ou o algodão, para a lua ou as nuvens, o papel autocolante, para o céu ou o sol...
Ora espreitem, o processo e os produtos...




sábado, 19 de novembro de 2011

Acerca de nós...

Esta semana foi um pouco diferente, pois a nossa educadora esteve ausente dois dias, para defender a sua tese de Mestrado em Supervisão Pedagógica, em resultado do trabalho desenvolvido com o grupo do ano anterior 2010-2011. 

Por isso não há tantas novidades para contar, para além de que estivemos a trabalhar questões relacionadas com a nossa identidade: como somos, somos iguais ou diferentes, quais as nossas diferenças.
Vimos, olhando-nos no espelho e uns para os outros, que as nossas caras são diferentes e fizemos dois tipos distintos de auto-retrato, em desenho e em aguarela.
Depois conhecemos mais alguns livros sobre esta temática. Foram eles:
Ajudaram-nos a observar que os nossos corpos também são diferentes e para comprovar isso mesmo medimos a nossa altura, usando a fita métrica e medimos o nosso peso, usando a balança que a mãe do Tiago R. gentilmente nos cedeu.
Agora estamos a registar esses dados num grande gráfico de barras: 
- com as fitas métricas oferecidas pela Moviflor, assinalamos a nossa altura; 
- com quadradinhos de papel autocolante (cada um correspondendo a 1 kg.) estamos a assinalar o nosso peso.
Quando estiver pronto mostramos... para já está assim:
Isto já nos permitiu apercebermo-nos de quem é o mais alto e o mais baixo, o mais pesado e o mais leve e associar isso à idade... o que tem resultado em conversas muito interessantes, cheias de lógica infantil:
- Então porque é que o mais velho não é o mais alto e mais pesado?
- E porque será que o mais novo não é o mais baixo e mais leve?
Perguntas para refletir na próxima semana, quando dermos continuidade ao trabalho iniciado...

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Aguarelas

Ainda em torno da nossa imagem, o livro de Todd Parr "Não faz mal ser diferente" mostrou-nos que é na diversidade que reside a nossa principal riqueza.
As produções desta vez usaram a pintura, desta vez com aguarela e sobre um suporte previamente preparado, uma imagem em "marca d'água" de nós próprios!

Os resultados estão aqui:

Auto-retratos... ao espelho

Conhecemos o livro "O que gosto mais em mim"
Depois de conversarmos acerca de nós, de como somos diferentes e únicos, elaboramos o nosso auto-retrato em desenho, com ajuda de um espelho:


Ficaram assim:
Não se esqueçam que temos só 2, 3 e 4 anos... estamos a fazer grandes progressos!


Nota:
No post-it colorido que se vê nas produções das crianças, constam as suas palavras relativamente ao que gostam mais e ao que gostam menos em si.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Caixinhas de castanhas

Foi o que preparamos, usando pacotes tetrapak, restos de papeis autocolantes e trapilho, para colocarmos as nossas castanhas no dia do magusto e não queimarmos as mãos!
Fizemos assim:
Ficaram assim:

"Milagre" de S. Martinho...

Depois do uma manhã chuvosa em que tiramos da ideia fazer o magusto, de tarde reunimo-nos todos na sala de TIC para assistir a uma apresentação dos meninos do 3º ano da prof. Helena: iam mostrar-nos a Lenda de S. Martinho em teatro de sombras chinesas.
Sentamo-nos todos com muita atenção e começou a atuação, com efeitos especiais e tudo!
Estão todos de parabéns, portaram-se lindamente! Até pedimos bis...
Entretanto... o sol começou a espreitar e abriu a possibilidade de fazermos mesmo a fogueira!
Claro que aproveitamos logo...
Assim não quebramos a tradição e o Verão de S. Martinho apareceu por um bocadinho!

Diário Bloguefólio

Porquê e para quê um Blogue-Portefólio?

Uploaded on authorSTREAM by jusousa | 

De onde nos chegam amigos